SIMBOLISMO: RESUMO, CARACTERÍSTICAS, CONTEXTO HISTÓRICO, PRINCIPAIS AUTORES E OBRAS

Está estudando literatura e precisa entender tudo sobre o Simbolismo? Aqui no Vá Ler Um Livro podemos te ajudar! Confira esse vídeo e leia nosso artigo, com um resumo de toda essa escola literária.

 Resumo e características do Simbolismo




Assim como o naturalismo e o parnasianismo, o Simbolismo ocorre ao mesmo tempo em que o realismo. Porém, ele é contrário a esse movimento.

Se no Realismo tudo é objetivo e aborda a realidade da vida, no Simbolismo as obras são subjetivas e abordam muito mais o “eu”.

Nesse movimento literário os principais fatores são o inconsciente e o imaginário. Se antes a literatura fazia críticas políticas e abordava problemas sociais, agora as obras são mais filosóficas e falam mais da parte espiritual do ser humano. É uma literatura mais pesada também, uma coisa meio gótica das trevas.

No Simbolismo a musicalidade também estava presente nas obras. Isso não quer dizer que a poesia era cantada, mas que tinham versos mais musicais que levavam em conta o ritmo e as rimas. Outra característica é a sinestesia, que é a mistura de sensações (audição com tato, paladar com visão, etc).

 

EXEMPLO

Vozes veladas, veludosas vozes,

Volúpias dos violões, vozes veladas,

Vagam nos velhos vórtices velozes

Dos ventos, vivas, vãs, vulcanizadas

(Violões que choram, Cruz e Souza)

 

Contexto Histórico do Simbolismo

Era uma época que estava acontecendo muito avanços tecnológicos, era o auge da evolução burguesa que havia começado séculos antes e o processo aumentou por causa da Unificação da Alemanha e da Itália.

O Simbolismo começou na França, em 1857, com Charles Badeulaire. Uma de suas obras mais conhecidas é “As flores do mal”. Em Portugal, temos como representante desse movimento Camilo Peçanha e Eugênio de Castro.

No Brasil havia um grupo de escritores conhecidos “Os Malditos” (com esse nome, dá para ter noção de como a literatura era pesada e sombria). Eles queriam primeiro entender a si mesmos para depois entender o mundo e a sociedade.

Principais autores brasileiros do Simbolismo

Cruz e Souza

Foi um poeta negro, filho de escravos, que sofreu muito. Isso se refletiu em toda sua obra, em que podemos ver muita dor e sofrimento. Em seus poemas também podemos ver uma obsessão pelo branco.

Exemplo

De dentro da senzala escura e lamacenta
Aonde o infeliz
De lágrimas em fel, de ódio se alimenta
Tornando meretriz

A alma que ele tinha, ovante, imaculada
Alegre e sem rancor,
Porém que foi aos poucos sendo transformada
Aos vivos do estertor…

De dentro da senzala
Aonde o crime é rei, e a dor – crânios abala
Em ímpeto ferino;

Não pode sair, não,
Um homem de trabalho, um senso, uma razão…
e sim um assassino.

(Da Senzala, Cruz e Souza)



Alphonsus de Guimaraens

Foi um poeta com uma história trágica também. Ele perdeu a noiva, e como sofreu muito com isso, suas obras falam muito sobre amor e morte. Também era muito religioso, e vemos essas características em seus poemas.

Exemplo

Hão de chorar por ela os cinamomos,
Murchando as flores ao tombar do dia.
Dos laranjais hão de cair os pomos,
Lembrando-se daquela que os colhia.

As estrelas dirão — “Ai! nada somos,
Pois ela se morreu silente e fria.. . ”
E pondo os olhos nela como pomos,
Hão de chorar a irmã que lhes sorria.

A lua, que lhe foi mãe carinhosa,
Que a viu nascer e amar, há de envolvê-la
Entre lírios e pétalas de rosa.

Os meus sonhos de amor serão defuntos…
E os arcanjos dirão no azul ao vê-la,
Pensando em mim: — “Por que não vieram juntos?”

(Hão de chorar por ela os cinamomos, Alphonsus de Guimaens)