Browse By

O que é o Prêmio Jabuti? Conheças livros que já levaram a premiação!

Provavelmente você já escutou falar que determinado escritor ganhou um Prêmio Jabuti, ou que determinado livro foi vencedor na categoria melhor livro do Prêmio Jabuti, mas o que essa premiação significa e quando ela começou?




História do Prêmio Jabuti

logo do prêmio jabuti 2017A ideia de premiar a cada ano os autores, editores, ilustradores, livreiros e gráficos surgiu por volta de 1958, com Edgar Cavalheiro. Ele presidia a Câmara Brasileira do Livro (CBL) na época, mas a premiação só começou a acontecer no ano seguinte, quando Diaulas Riedel estava na presidência da CBL. Foi então escolhido a figura do jabuti para nomear o prêmio.

A primeira vez que o prêmio foi entregue foi no final de 1959, em uma solenidade simples, realizada no auditório da antiga sede da CBL, na Avenida Ipiranga, em São Paulo.

O diferencial do Prêmio Jabuti é que ele premia não só escritores, mas várias pessoas envolvidas com o universo da publicação de livros, valorizando todo o processo de produção.




E por que a escolha desse nome para um prêmio de livros? Na época o ambiente cultural e político era influenciado pelo modernismo e nacionalismo. E um dos autores nacionais mais aclamados de todos os tempos é Monteiro Lobato, que tem em sua obra um jabuti como personagem, que aparece em “Reinações de Narizinho“.  O bicho é vagaroso, mas esperto e cheio de vontade para vencer obstáculos. Por isso a CBL decidiu colocar o jabuti como nome do prêmio para promover a literatura no país.

Desde 2017 o Prêmio Jabuti passou a premiar também Histórias em Quadrinhos e Livros Brasileiros Publicados no Exterior.

prêmio jabuti

Quem já ganhou o Prêmio Jabuti

Na primeira edição do prêmio quem ganhou na categoria romance foi o livro “Gabriela, Cravo e Canela“, de Jorge Amado. Já a Saraiva levou a melhor como “Editor do Ano”. Outro destaque das primeiras edições vai para a obra “Laços de Família”, de Clarice Lispector, em 1961, na categoria “Contos e Crônicas”.

Muitos podem conhecer Chico Buarque de Holanda por causa das canções, mas seu romance “Estorvo” já foi vencedor do Jabuti, no ano de 1992. Em 2010 o jornalista Edney Silvestre foi vencedor da mesma categoria, com o livro “Se Eu Fechar Os Olhos Agora”.




Em 2017 a obra “Sul“, de Veronica Stigger ganhou o primeiro lugar na categoria “Contos e Crônicas”. Já “Machado“, de Silvano Santigo, foi o vencedor na categoria romance, também em 2017.

De 1962 a 1994 havia a categoria “Autor Revelação Literatura Adulta”, tendo premiado João Ubaldo Ribeiro em 1972, por causa do livro “Sargento Getúlio“. Marcelo Rubens Paiva foi vencedor na mesma categoria, mas em 1983, pelo livro “Feliz Ano Velho“.